#8 Pergunta do formspring: Como podemos comprovar que a Torah entegue a Moisés é a mesma que lemos hoje?

Postado por Erike Couto

Como não sou especialista nisso, só irei dar meu palpite aqui. Eu creio nas camadas de redação da Torá, mas não conforme a alta crítica da escola alemã (iniciada por Julius Wellhausen em fins do séc. XIX). Creio que houve um grande evento de libertação do povo hebreu do Egito e um grande evento de revelação no Mt. Sinai (independente de sua identificação por nós hoje) e que, ali, o Deus YHWH fez uma aliança com eles e lhes entregou o núcleo, e onde também foi compilado uma boa parte, daquilo que mais tarde seria conhecida como "Torá" (ou Pentateuco). Partes do Pentateuco que relatam o antepassado de Israel são atribuídos pela tradição judaico-cristã a autoria mosaica.

Essa tradição tem plausibilidade por ser, por exemplo, uma tradição muito peculiar (que narra derrotas e fracassos, diferente dos povos da antiguidade) de um povo semi-nômade (sem pretensões algumas de registrá-las, exceto se algo muito grandioso tivesse ocorrido). Além do mais, esta tradição contém elementos difíceis de explicar fora, e posterior, à época/autoria mosaica, como o contexto egípcio detalhado de certas passagens sobre José e o próprio Moisés, com descrição de posições e nomes de origem egípcia bem específicos. Sabe-se também que os cananeus, e os hebreus provavelmente, já conheciam uma forma de escrita proto-semítica, derivada dos hieróglifos egípcios, descoberta há alguns anos atrás na região do Sinai. Por essas, e outras razões, eu dou crédito à tradição Moisés recebeu a Torá, mesmo que ela tenha sido completada depois de anos (ou séculos) desde a sua vida. A própria tradição judaica - como o Talmude Babilônico - e os cristãos antigos sugeriam estes retoques no Pentateuco, como a inserção de trechos sobre a morte de Moisés por editores posteriores. Hoje, várias linhas de pesquisa em Israel, por exemplo, sugerem mais uma unidade do texto da Torá que uma colcha de retalhos de fontes de várias partes da coleção sagrada, sugeridas através, por exemplo, do estilo de linguagem e uso de certos títulos divinos em determinados trechos e seções delas.

Então, enfim, creio que a Torá é de origem mosaica, teve partes reveladas por teofania e outras por inspiração do autor, através de memórias de relatos antigos. Algum tempo depois, outros redatores vieram e sobrepuseram as outras camadas que, até uma época da História de Israel, o texto foi recebido para ser utilizado como Palavra de Deus normativa, divinamente inspirado para reger a prática e doutrina do povo.

0 comentários:

Postar um comentário