#3 Pergunta do formspring: Qual a diferença nos termos em hebraico, no que diz respeito em se prostrar diante de D-us e diante de autoridades humanas e celestes?

Postado por Erike Couto

Marcadores: , , , , , , , , , , , , , ,

Resposta:

De fato, não há um termo específico para "adoração" na língua hebraica. Os termos traduzidos normalmente por "adorar" são os verbos הִשְׁתַּחֲוָה (hishtaḥavah) e סָגַד (sagad). O primeiro está em um grau chamado "reflexivo" no hebraico, e significa "se curvar" (talvez, primitivamente, "se curvar" ou "se dobrar" como uma serpente, já que חויא ḥavia significa "serpente" em aramaico). Ele é usado tanto para seres humanos - como prostrar-se em reverência a alguém importante: "José, pois, era o governador daquela terra; ele vendia a todo o povo da terra; e os irmãos de José chegaram e inclinaram-se a ele (יִּשְׁתַּחֲווּ לוֹ yishtaḥavu lo) com o rosto em terra." (Gn 42:6) - quanto para adoração ao Senhor - " Tributai ao SENHOR a glória devida ao seu nome, adorai o SENHOR (הִשְׁתַּחֲווּ לַיהוה hishtaḥavu) na beleza da santidade." (Sl 29:2) ou a deuses pagãos - "Se te esqueceres do SENHOR, teu Deus, e andares após outros deuses, e os servires, e os adorares (הִשְׁתַּחֲוִיתָ לָהֶם hishtaḥaviyta lahem), protesto, hoje, contra vós outros que perecereis" (Dt 8:19).

O outro termo, "sagad", significa também "se prostrar" e é o termo mais comum nas línguas semíticas, fora do hebraico (no árabe سجد sagida; no aramaico סגיד segid) para se referir a "adoração" a Deus ou a um ídolo ("Se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos (נִסְגֻּד nisggud) a imagem de ouro que levantaste." - Dn 3:18). Mas ele também é usado quando se prostrava diante de uma personalidade de honra, como ocorre em Daniel ("Então, o rei Nabucodonosor se inclinou, e se prostrou rosto em terra perante Daniel (לְדָנִיֵּאל סְגִד ledaniel segid), e ordenou que lhe fizessem oferta de manjares e suaves perfumes." - Dn 2:46). A versão Almeida Corrigida Fiel traz "e adorou a Daniel", mas creio ser inconsistente esta tradução, pois se ele fosse adorado, Daniel teria relutado em receber tal ato diante dele. Na verdade era um ato de reverência comum em todo o Oriente Antigo.

Como distinguir, então, esta reverência a homens importantes e a adoração a Deus ou a falsos deuses na Bíblia? É simples: perceba que a adoração bíblica a Deus, por exemplo, é mais complexa e não se dá somente por uma prostração: ela sempre é acompanhada de uma série de ações no âmbito do sagrado ou trivial da vida, como ofertas, sacrifícios, serviço no Templo e louvores diversos emitidos pelo adorador. Isso pode ser visto nos versos acima, por exemplo, principalmente no verso Dt 8:19, onde Deus diz que a adoração que Lhe é devida é prostração e serviço e que os israelitas não deveriam desviá-los para outros deuses. A palavra para "serviço" aqui em hebraico é עָבַד avad, e significa literalmente "trabalho", se referindo ao complexo sistema ritualístico descrito no Pentateuco, executado pelos israelitas através dos sacerdotes e do Templo, por exemplo.

Mais tarde na história de Israel e da religião judaica, esta adoração e serviços seriam concebidas numa forma mais abstrata, como quando o salmista diz "Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus." (Sl 51:17) ou quando o escriba da época de Jesus afirmara que "amar a Deus de todo o coração e de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios." (Mc 12:33). A resposta de Jesus sobre a afirmação do escriba nos responde muita coisa sobre como adorarmos a Deus: "Não estás longe do reino de Deus." (Mc 12:34).

Espero ter ajudado. Abraços!

3 comentários:

  1. Metushelach Ben Levy

    Erike, muito obrigado, ajudou muito.

    Shalom

  1. Erike Couto

    Que bom! Seja sempre bem-vindo!

    Abraços!

    Erike

  1. INSTITUTO ABBA

    Muito bom Erike! Fico cada dia mais feliz em ver a sua disponibilidade de compartilhar conhecimento. Benção demais!

Postar um comentário